segunda-feira, 20 de agosto de 2012

As Cronicas de Artur - Excalibur- Trecho Ceinwyn Doente.



Derfel Cadarn


Eu amava tanto a minha Ceinwyn. Até mesmo agora, anos passados, sorrio ao pensar nela e, por vezes,
acordo de noite com lágrimas no rosto e sei que são por ela.
O nosso amor começara num ímpeto de paixão, e as gentes sensatas diziam que um semelhante ímpeto de paixão acabava sempre.
O nosso, porém, nunca viu o fim, em vez disso, transformou-se num longo e profundo amor. Eu amava-a e admirava, os dias pareciam mais brilhantes na sua presença e, de repente, eu nada mais podia fazer do que observar os demônios a torturá-la.

Maldiçoes lançadas e uma trilogia que esta se encerrando.
Narrativa incrível.

Vou postar outros trechos ainda.
Esse amor é o mais Belo da Saga =)





Um comentário:

  1. Como nenhum comentário aqui??

    Desconheço seu blog rapaZ, mas só de colocar este trecho, esta imagem f*da do Derfel, já tem meu respeito!

    Calma que esta trilogia acabará e deixará muitas saudades...eu ainda releio aqui a minha, pra mim é a melhor de todas, minha história preferida...

    Cornwell é genial, escreve como ninguém, e nos faZ acreditar na fantasia de verdade...pq pra mim este se tornou o verdadeiro mito de Artur...

    ResponderExcluir